Como Emitir Nota Fiscal Eletrônica

Para facilitar a fiscalização do governo e a emissão de notas pelas empresas, foi criada a Nota Fiscal Eletrônica (NF-e), que é uma forma de modernizar a emissão de Notas Fiscais no Brasil. Mesmo sendo uma ótima ideia, é um processo gradativo e está sendo implementado em fases.
O projeto inicial diz que a emissão de Nota Fiscal Eletrônica é obrigatória apenas para empresas que atuam em determinadas atividades operacionais. Se você deseja saber se a sua empresa é obrigada a emitir a NF-e, consulte o Portal NF-e da Receita Federal ou fale conosco, teremos o maior prazer em te ajudar!
Em breve, a NF-e será obrigatória para todos os tipos de empresa, porém já é possível aderir ao projeto mesmo sem estar entre as empresas obrigadas a isto.
A NF-e chegou para ficar! Porém, muitos empresários ainda têm dúvidas a respeito de como funciona a Nota Fiscal Eletrônica. Por este motivo, criamos este guia contendo as mais importantes informações sobre a NF-e que você precisa saber.

Os Segredos para Emitir NF-e

Conheça o passo-a-passo para sua empresa emitir NF-e

Tenha um Certificado Digital

Para que sua Nota Fiscal Eletrônica tenha validade jurídica, você necessita de uma assinatura digital. Desta forma, será confirmada sua autenticidade e provado que foi sua empresa que emitiu a Nota Fiscal. Para adquirir o Certificado Digital, você pode falar com o seu contador ou adquiri-lo junto a uma Autoridade Certificadora, credenciada pela Infraestrutura de Chaves Públicas Brasileira.

Faça o Credenciamento na Secretaria da Fazenda

Para emitir a Nota Fiscal Eletrônica, você precisa estar cadastrado na Secretaria de Estado da Fazenda onde sua empresa está instalada. O cadastro na Secretaria da Fazenda varia de acordo com cada estado.

Para emitir Nota Fiscal Eletrônica, instale um software emissor.

Para gerar suas Notas Fiscais, é necessário que você instale um software gerador de Notas Fiscais Eletrônicas. O download de sistemas no site da Secretaria da Fazenda está disponibilizado gratuitamente para alguns Estados, porém alguns destes programas não são muito úteis para emitir Notas Fiscais em grande quantidade.

Conheça os três tipos de Notas Fiscais Eletrônicas

Hoje, no Brasil, existem 03 tipos de Notas Fiscais Eletrônicas, cada uma para substituir a sua respectiva documentação:

NF-e

A NF-e tem como objetivo substituir as Notas Fiscais de modelos 1A e 1, utilizadas nas operações de venda e prestação de serviço, e está relacionada à cobrança do ICMS.

NFS-e

Criou-se a NFS-e para substituir a Declaração de Serviço, documento exigido pelo município, relacionado à cobrança do ISS.

CT-e

Para substituir os diversos documentos necessários para realizar o transporte de carga (Modelos 7, 8, 9, 10, 11 e 27), criou-se a CT-e.

As vantagens da NF-e

A diminuição das notas de papel não é o único benefício para o seu negócio, a praticidade é um dos maiores benefícios que a NF-e pode trazer para a sua empresa. Hoje, com a implementação da Nota Fiscal Eletrônica, é possível importar os dados de arquivos compatíveis (arquivo XML). Sendo assim, não é mais preciso perder tempo com a digitação e a conferência manual das Notas Fiscais.
Outro benefício é o fato das informações das operações das empresas ficarem disponíveis no site da Receita por até 180 dias, sendo possível fazer a consulta destes documentos pela internet a qualquer momento com a utilização da chave de acesso gerada junto com a Nota Fiscal.
E como está a emissão de Nota Fiscal na sua empresa?
O que falta para você começar a emitir NF-e na sua empresa?
Deixe o seu comentário!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *